segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Hora do vestibular

Chegando à reta final, Torneio OPG seleciona garotos que podem brilhar em 2011

No Brasil inteiro, o mês de novembro é marcado pelos vestibulares prestados pelos jovens de 17, 18 e 19 anos. Enquanto o país vive a polêmica das falhas no ENEM, outro vestibular segue firme testando, semana após semana, os garotos que buscam um lugar ao sol em 2011: o Torneio Octávio Pinto Guimarães, segunda principal competição de base do futebol carioca.

Disputado pela primeira vez em 1969, e ininterruptamente desde 1995, o Torneio OPG, como também é conhecido, coloca em ação os juniores cariocas no segundo semestre, após a realização do estadual, que ultimamente tem acontecido sempre no início do ano. O Vasco, atual campeão, também é o maior vencedor da competição, com seis conquistas. No ano passado, a equipe que levantou o caneco formou a base do time que venceria o estadual junior no primeiro semestre desse ano – daí, a importância do torneio.

Nomes como Max, Renato Augusto, Rômulo, Jonathan e Lipe (este último, artilheiro do torneio com 15 gols) ficaram conhecidos da torcida vascaína em 2010, por suas atuações principalmente no campeonato brasileiro. Mas foi no OPG que confirmaram para seu clube que tinham valor e mereciam ser aproveitados no time profissional.

E não foram só eles. Em 2009, Diego Maurício, emprestado ao Tigres para o campeonato, marcou seis gols e ajudou a equipe de Duque de Caxias chegar às quartas de final. Graças a este desempenho, foi titular do Flamengo no Estadual de Juniores nesse ano e, com 18 gols, cavou seu espaço no time de cima, atuando 26 vezes e marcando três gols na temporada.

Bruno Veiga, que fez um bom OPG pelo modesto Fênix (marcou nove gols), comandou o Fluminense na conquista do primeiro turno do estadual sub-20. Após uma certa oscilação entre profissionais e juniores, acabou contratado pelo Náutico para a disputa da Série B. O Flu, campeão em 2008, colheu naquela safra nomes de valor como Dalton, Alan, Fernando Bob e Dieguinho.

2010: pequenos surpreendem, campeão na lanterna

Com a penúltima rodada da terceira fase acontecendo neste sábado, o Torneio OPG 2010 pode ser decidido entre dois pequenos: pelo Grupo F, oTigres lidera com 18 pontos, três a mais que o Volta Redonda. O destaque da equipe é Marcos, que já fez seis gols. Tigres e Voltaço se enfrentam na última rodada em Duque de Caxias, mas poderá nem mesmo ser necessário: como o adversário folga nesta rodada, caso o Tigres vença o América já garantirá a vaga na final.

O problema é que, com 13 pontos, o América ainda tem chances se vencer hoje, e na próxima semana enfrenta o Flamengo, que tem os mesmo 13 pontos e também sonha com a taça, conquistada pela última vez em 2007. No mesmo grupo F, o Vasco decepcionou ao tentar defender o título e aparece na lanterna, com 11 pontos. Mesmo com nomes experientes na base, como Lipe, o time não ganhou nenhum jogo em casa, chegando até a ser goleado pelo América por 5 a 1. Num momento de transição de gerações, a expectativa é que os garotos vindos do juvenil, vice-campeões estaduais no ano passado, recuperem o bom nível.

Se o Grupo F está embolado, o G tem apenas duas equipes ainda na disputa pela vaga na final, mas esta promete ser emocionante. Na liderança com 25 pontos e melhor campanha, o Botafogo enfrenta o Fluminense em Xerém neste sábado. Enquanto isso, o Nova Iguaçu, que vem apenas um ponto atrás, recebe o lanterna Bangu em uma partida que a vitória é obrigação. Na última rodada, o confronto direto pela classificação acontece em Caio Martins. No primeiro turno,o duelo terminou 5 a 1 para o Orgulho da Baixada, com dois gols de Vinícius, vice-artilheiro do time com oito gols, ao lado de Lukian. William, com onze, é o principal marcador do campeonato até aqui.

O Bota, campeão pela última vez em 1997, tem o melhor ataque do OPG, com 25 gols – oito deles marcados por Jairo, que fez três somente na goleada sobre o Bangu por 9 a 0. O Nova Iguaçu, por sua vez, tem uma defesa quase impenetrável: foram apenas oito gols sofridos em dez partidas nesta fase final, graças principalmente às intervenções do goleiro Rafael.

Outros nomes que se destacaram no OPG 2010 foram Luiz Fernando, do Marinho, e Luiz Carlos, do Artsul, que caíram nas fases preliminares. Olho em todos eles, afinal como a história comprova, o futuro do futebol carioca passa por quem passa neste vestibular.

Um comentário:

Consultora Educacional disse...

Somos leitores assíduos do seu Blog. Um abraço, Equipe do site Analista de Suporte.